HomeRevistaPublicações RecentesCurso em Cidadania Global e Migrações

 

Arquivo

Categorias principais

 

  • Tipologia de publicação: Recurso pedagógico digital
  • Responsabilidade: Associação Renovar a Mouraria; Instituto Marquês de Valle Flôr - IMVF e Associação Par - Respostas Sociais
  • Autores/as: Conteúdos teóricos desenvolvidos por: Emellin de Oliveira e Daniel Gomes do Centro de Investigação e Desenvolvimento sobre Direito e Sociedade (CEDIS). Validação do curso por: Maria Antónia Barreto, Professora Universitária
  • Língua: Português
  • Data de publicação: Julho de 2020
  • Número de páginas: 143
  • Acesso: https://desafiosparaacidadaniaglobal.org/curso-em-cidadania-global-e-migracoes/

 

Apresentação

O curso em “Cidadania Global e Migrações” foi dinamizado no âmbito do projeto “Desafios para a Cidadania Global: As migrações como pilar para a construção de sociedades mais justas, pacíficas, tolerantes e inclusivas”, cofinanciado pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e implementado pela Associação Renovar a Mouraria, o Instituto Marquês de Valle Flôr - IMVF e a Associação Par - Respostas Sociais. O curso visa promover o reconhecimento e a valorização da diversidade como oportunidade e fonte de aprendizagem para todos, no respeito pela multiculturalidade das sociedades atuais.

O programa do curso tem em conta os princípios e valores promovidos pela Educação para o Desenvolvimento e a Cidadania Global (EDCG), bem como as suas formas de intervenção e os seus atores e foi elaborado de forma a garantir que se alinham as causas e as consequências das migrações com o conhecimento e a reflexão crítica sobre os desafios do desenvolvimento e das desigualdades a nível local e mundial, num contexto de interdependência e globalização. Só assim é possível abordar de forma estruturada as questões da justiça social. Com esta formação, os participantes estão em condições de perceber a importância da promoção da interculturalidade para a cidadania global, de analisar criticamente as desigualdades com base em género, status socioeconómico, nacionalidade, cultura, religião, idade, etc., bem como de contribuir como cidadãos globais informados e responsáveis para um mundo mais inclusivo, justo e pacífico.

O programa do curso está organizado em 5 módulos temáticos que reforçam o conhecimento e a reflexão crítica em torno dos temas da EDCG. Cada módulo é antecedido por uma proposta de plano de sessão, contendo objetivos pedagógicos, descritores de desempenho, métodos, técnicas e recursos pedagógicos. O curso tem a duração de 20h presenciais repartidas por 5 dias e 1 hora online. Esta hora online destina-se a realizar 5 pequenos desafios com recurso às tecnologias de informação e comunicação, para aplicação dos conhecimentos, estabelecimento de relação entre as dimensões do curso e inter-relação entre os participantes.

Como orientações para cada módulo, apresentam-se propostas de plano de sessão, contendo os objetivos pedagógicos, descritores de desempenho, métodos, técnicas e recursos pedagógicos. Nestes planos de sessão, integram-se também, as propostas para organização e desenvolvimento dos conteúdos dos cinco módulos, repartidos da seguinte forma:

O Capítulo 1 convida a uma reflexão sobre Globalização e Interdependência, em que se apresentará o conceito de globalização e as suas respetivas características, de modo a permitir identificar o conhecimento das diferentes perspetivas em matéria de interdependência global. Por fim, este capítulo relaciona os conceitos de globalização e interdependência à sustentabilidade, demonstrando o quão relevantes são a resiliência e as alterações climáticas como fatores-chave para um futuro global.

O Capítulo 2 reflete sobre Paz e Conflitos, de modo a apresentar os conceitos e definições que permitam o conhecimento e o reconhecimento dos conflitos a nível nacional e internacional que ocorreram - e ocorrem - no mundo, bem como a identificação das consequências dessas controvérsias para a manutenção da paz. Ainda neste capítulo analisar-se-ão os meios para prevenir, gerir e resolver conflitos armados e buscar-se-á refletir sobre o conceito de paz e os mecanismos para garanti-la.

O Capítulo 3, por sua vez, apresenta o tema Interculturalidade: da Diversidade Cultural à Relação Intercultural, em que fomenta a compreensão da interculturalidade enquanto modelo de gestão da diversidade cultural, bem como analisa os modelos que antecedem a interculturalidade na gestão da diversidade cultural, discutindo algumas problemáticas relativas à vivência (inter)cultural nas sociedades contemporâneas.

O Capítulo 4 direciona a base teórica ao estudo dos Direitos Humanos, em que se apresentam os seus elementos caraterizadores e a sua própria aceitação como direitos. Identificar-se-ão as fontes das normas sobre Direitos Humanos e refletir-se-á sobre a efetivação dos Direitos Humanos nas ordens jurídicas nacionais, verificando como ocorre o controlo e a aplicação dessas normas. Finalmente, verificar-se-á o papel da educação como promotora de Direitos Humanos.

O Capítulo 5, por fim, tratará do tema Migrações e Interculturalidade em que se fará uma breve análise sobre as migrações no mundo, assim como sobre os processos migratórios e as teorias que visam explicar o fenómeno da mobilidade humana. Em seguida, o debate teórico recai sobre as políticas migratórias, relacionando-as com dois temas constantemente mencionados quando se trata de migrações: o mercado de trabalho e a segurança.

Por fim, o diálogo intercultural e o Pacto Global para as Migrações servem como mote para as considerações finais, de modo a refletir sobre alguns obstáculos que persistem quando se tenta aplicar uma visão global ao fenómeno das migrações. No final de cada módulo, os participantes realizam uma ficha de avaliação do mesmo, de modo a verificar situações de melhoria para cada módulo. Encontrará igualmente neste documento, bibliografia de referência para cada um dos módulos temáticos.