HomeRevistaMostrando produtos por etiqueta: Educação para o Desenvolvimento

Ana Teresa Santos1

 
Resumo: 2009, ano em que foi publicada em Diário da República a Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (ENED), foi um ano marcante para o sector da Educação para o Desenvolvimento em Portugal. A opção multistakeholder tomada desde o início foi crucial para o sucesso da ENED. Neste artigo, depois de descrevermos o processo de elaboração da ENED, procuraremos listar aqueles que consideramos terem sido fatores de sucesso e mais-valias da ENED e concluiremos com algumas considerações sobre o futuro da Estratégia.

Palavras-chave: Educação para o Desenvolvimento; Multistakeholder; Estratégia Nacional; Participação.

Abstract: 2009, the year when the Portuguese National Development Education Strategy was published, became a landmark for the DE sector in Portugal. The option to have a multistakeholder approach from the beginning of the process was crucial for the success that the strategy has achieved until now. In this article, after describing the process, we will try to list some of the success factors and added value of the strategy and will finish with some considerations on the future of the National Strategy.

Key words: Development Education; National Strategy; Multistakeholder; Participative Process.

Título da dissertação: A Educação para o Desenvolvimento: Percorrer contextos, práticas e perceções.

Autoria: Tânia Neves.

Natureza do Estudo: Relatório de Mestrado em História, Relações Internacionais e Cooperação.

Instituição: Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Título da dissertação: A opção Multistakeholder como pilar da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento.

Autoria: Ana Teresa Santos. 

Natureza do Estudo: Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento, Diversidades Locais e Desafios Mundiais.

Instituição: Escola de Ciências Sociais e Humanas do Instituto Universitário de Lisboa.

Título da dissertação: Erguer Pontes, Tecer Futuros e Construir Alternativas: a Economia Social e Solidária como prática(s) de Educação para o Desenvolvimento. 

Autoria: La Salete Coelho.

Natureza do Estudo: Dissertação de Mestrado em Economia Social.

Instituição: Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa, Porto.

Maria Helena Salema 1

 

Resumo: Neste artigo, justificamos a necessidade de desenvolver a avaliação formativa interna, no campo da Educação para o Desenvolvimento (ED) e apresentamos uma proposta de um instrumento de reflexão e autoavaliação para professores – o Portefólio - sobre as suas representações em relação às problemáticas da ED e às práticas pedagógicas desenvolvidas pelos próprios. 

Contextualizamos os critérios que presidiram à construção do portefólio, justificamos a relevância da reflexão crítica e da autoavaliação, com o apoio de instrumentos, no desenvolvimento profissional do(a) professor(a). Apresentamos descritores, sugerimos e formulamos perguntas sobre as quais se espera o exercício de reflexão crítica e autoavaliação do(a) professor(a). Sugerimos pistas para um aprofundamento da autoavaliação e propostas de ação.

Palavras-chave: Educação para o Desenvolvimento; Autoavaliação; Reflexão; Capacitação dos professores.

 

Resumen: En este artículo justificamos la necesidad de desarrollar una evaluación formativa interna en el campo de la Educación para el Desarrollo (EpD) y presentamos una propuesta de instrumento de reflexión y auto-evaluación para el profesorado – un Portfolio – sobre sus representaciones en relación a la EpD, sus problemáticas asociadas y las prácticas pedagógicas que desarrollan.

Contextualizamos los criterios que organizarán la construcción del portfolio, justificamos la importancia de la reflexión crítica y de la autoevaluación como instrumentos de apoyo al desarrollo profesional de la profesora o profesor. Presentamos descriptores, sugerimos y formulamos preguntas sobre que se espera del ejercicio de reflexión y auto-evaluación del profesorado. Además sugerimos pistas para una profundización sobre auto-evaluación y propuestas de acción.

Palabras-clave: Educación para el Desarrollo; Auto-evaluación; Reflexión; Capacitación del profesorado.

 

Abstract: In this article, we justify the need to develop internal formative evaluation in Development Education and we present a proposal of a reflection tool aimed at teachers’ self-evaluation – the Portfolio – through which teachers may register and make explicit their concerns, doubts and questions on their pedagogical practices in Development Education. 

We justify the criteria used in to construction of the portfolio and we also justify the relevance of critical reflection and self-evaluation, with the support of tools, in teacher’s empowering and development. We present descriptors, we suggest and we formulate questions on which teachers are expected to reflect critically and self-evaluate. We suggest clues to deepen self-assessment and action.

Keywords: Development Education, Self-evaluation; Reflection; Teacher’s empowerment.