HomeRevistaMostrando produtos por etiqueta: global citizenship

Douglas Bourn1

 

Abstract: Development education has been subject to a number of interpretations, influenced by practices of non-governmental organisations and policy-makers. Development education as a concept has in many countries become subsumed within themes such as global education, global citizenship and sustainable development. In the Global South the term has a number of interpretations, some of which have been forgotten in the North. Themes such as social justice, critical and reflective dialogue and recognizing and valuing different voices and perspectives are suggested as central to a development education approach. Development education is here proposed not as a static concept but as a pedagogical approach that can continue to provide an important contribution to learning.

Keywords: Development education, global citizenships, no-governmental organisations, sustainable development, global citizenship, aid and development.

Resumo: A educação para o desenvolvimento tem sido alvo de inúmeras interpretações e tem sido influenciada por práticas de organizações não-governamentais e de decisores políticos. A Educação para o Desenvolvimento, enquanto conceito, tem vindo a ser relacionada, em vários países, a temas como a educação global, a cidadania global e o desenvolvimento sustentável. No “Sul Global”, o termo tem diferentes interpretações, algumas delas esquecidas no Norte. Temas como a justiça social, o diálogo crítico e reflexivo e o reconhecimento e a valorização de diferentes vozes e perspetivas são sugeridos como centrais para uma abordagem de educação para o desenvolvimento. Neste artigo, proponho que a educação para o desenvolvimento seja vista, não como um conceito estático, mas como uma abordagem pedagógica que fornece importantes contributos para a aprendizagem.

Palavras-chave: Educação para o Desenvolvimento; Organizações Não-Governamentais; Desenvolvimento Sustentável; Cidadania Global; Ajuda; Desenvolvimento.

 

Título da dissertação: Intercompreensão e cidadania global nos primeiros anos de escolaridade

Autor: Francisco Parrança da Silva

Natureza do estudo: Relatório de Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico

Instituição: Universidade de Aveiro

Ano: 2017

Disponível em: http://hdl.handle.net/10773/22830

 

Resumo

Construído com o objetivo de dar a conhecer o projeto de investigação desenvolvido no âmbito da Prática Pedagógica Supervisionada, o presente relatório de estágio conta a história do percurso educativo realizado com uma turma do 2.º ano de escolaridade do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Dividida em duas grandes partes, uma de natureza teórico-conceptual, outra relacionada com o desenho metodológico da investigação e análise dos dados recolhidos, a investigação-intervenção desenvolvida pretendia dar resposta à questão: Qual o lugar da Intercompreensão numa Educação para a Cidadania Global de crianças a frequentar o 1.º Ciclo do Ensino Básico? Seguindo os pressupostos de uma investigação-ação, foram desenvolvidas sete sessões ao longo de três semanas, que permitiram recolher um conjunto alargado de dados submetidos à análise de conteúdo. Com os dados recolhidos analisaram-se as representações que as crianças possuíam sobre o Eu, o Outro e o Mundo, em particular a forma como estas se alteraram com o decorrer do projeto – um percurso em Intercompreensão que pretendia educar para a cidadania global. Os resultados obtidos permitem afirmar o lugar da Intercompreensão enquanto finalidade educativa numa educação para a cidadania global, em particular numa fase inicial de sensibilização à diversidade linguística e cultural que carateriza o ser humano, bem como o Mundo. Além disso, a transformação promovida nas representações das crianças sobre o Eu e o Outro permitiu que estas desenvolvessem uma nova visão do seu papel enquanto cidadãs globais em constante convívio e interação com o Outro e o Mundo. Em suma, o projeto de investigação-ação que o presente documento relata, desenvolvido em torno dos conceitos de cidadania global e intercompreensão, permitiu responder a necessidades e exigências não só do percurso pessoal de formação do professor-investigador, como do percurso de desenvolvimento das crianças – são elas a maior riqueza de todo o projeto.

Palavras-chave: Educação; Cidadania Global; Intercompreensão; Investigação-Ação.

 

Abstract

Created with the purpose of presenting the research project developed within the framework of Supervised Pedagogical Practice, this internship-report tells the history of the educational course carried out with a group of students of the 2nd year of primary school. Divided into two major parts, one of a theoretical and conceptual nature, and the other related to the methodological design of the research and analysis of the data collected, the research-intervention developed was intended to answer the question: what’s the place of Intercomprehension in a vision of Education for Global Citizenship of children attending primary school? Following the assumptions of an action-research project, seven sessions were developed over three weeks, which allowed us to collect a broad set of data, which we submitted to content analysis. The collected data analysed the representations that the children had about the Self, the Other and the World, in particular, the way they have changed during the course of the project – a course in Intercomprehension that was intended to educate for Global Citizenship. The results obtained allow us to affirm the place of Intercomprehension as an educational purpose in an Education for Global Citizenship, especially in an initial phase of sensitization to the linguistic and cultural diversity that characterizes the human being, as well as the World. In addition, the transformation promoted in children’s representations of Self and the Other allowed them to develop a new vision of their role as Global Citizens in constant conviviality and interaction with the Other and the World. In sum, the action-research project that the present document reports, developed around the concepts of Global Citizenship and Intercomprehension, allowed us to respond to the needs and demands not only of the personal trajectory of teacher-researcher training, but also the ones in the course of development of the children – they are the greatest richness of the whole project.

Keywords: Education; Global Citizenship, Intercomprehension; Action-Research Project.

Título da dissertação: Desenvolvimento da competência global em alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico

Autora: Mariana Tomé Silva

Natureza do estudo: Relatório de Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1.º Ciclo do Ensino Básico

Instituição: Universidade de Aveiro

Ano: 2017

Disponível em: http://hdl.handle.net/10773/22828

 

Resumo

São cada vez mais os desafios que o mundo enfrenta: disparidades de rendimento, pobreza, desastres ambientais, crises humanitárias, terrorismo, conflitos armados, xenofobia, preconceito, imigração, entre outros. Estes desafios ocupam diariamente um lugar de destaque nos meios de comunicação social, sendo por isso temas constantes nas vidas dos cidadãos, independentemente do lugar no mundo onde ocorram. Torna-se, então, urgente uma nova perspetiva educativa, que tenha em conta os atuais desafios do mundo globalizado, uma aprendizagem transformadora que estimule a transição de uma cultura de individualismo para uma cultura de cooperação entre indivíduos, povos, culturas. A educação global afigura-se deste modo como ideal, pois abre os olhos e as mentes das pessoas para as realidades do mundo globalizado e desperta-as para a construção de um mundo de maior justiça, equidade e direitos humanos para todos. Neste seguimento, o objetivo deste estudo foi compreender os efeitos de um projeto de educação global ao nível dos conhecimentos, capacidades e atitudes de uma turma de alunos do 3.º e 4.º anos do 1.º Ciclo do Ensino Básico, de um estabelecimento de ensino, do distrito de Aveiro, no ano letivo 2016/2017. Tratando-se de um estudo ancorado no paradigma qualitativo, foram recolhidas vídeo gravações e documentos elaborados pelos alunos em quatro sessões interventivas sobre a educação global. A análise dos dados recolhidos permitiu concluir que o projeto de educação global teve efeitos mais significativos no desenvolvimento de capacidades e atitudes dos alunos. Os resultados deste estudo sugerem que é possível e necessário promover o desenvolvimento da competência global no 1.º Ciclo do Ensino Básico, desenvolvendo saberes que valorizem capacidades de comunicação, empatia e autoconsciência, bem como atitudes de comprometimento com a igualdade e justiça social, assim como o respeito pelos Outros, imprescindíveis ao exercício da cidadania global.

Palavras-chave: Educação Global; Competência Global; Globalização; Cidadania Global; Direitos Humanos; Ensino Básico.

 

Abstract

The world is facing more challenges everyday: income disparities, poverty, environmental disasters, humanitarian crises, terrorism, armed conflicts, xenophobia, prejudice, immigration, among others. These challenges are daily showed by the media, and therefore they are constant themes in the lives of citizens, regardless of where in the world they occur. A new educational perspective is therefore urgent, taking into account the current challenges of the globalized world, a transformative learning that stimulates the transition from a culture of individualism to a culture of cooperation between individuals, nations, and cultures. Global education appears to be ideal because it opens people’s eyes and minds to the realities of the globalized world and awakens them to build a world of greater justice, equity and human rights for all. Thereby, the main objective of this study was to understand the effects of a global education project on the knowledge, skills and attitudes of a group of 3rd and 4th grade students of a primary school in the district of Aveiro, in the 2016/2017 school year. As a study based on the qualitative paradigm, we collected video recordings and documents prepared by the students in the four intervention sessions of global education. The analysis of the collected data allowed us to conclude that the project of global education had more significant effects in the development of skills and attitudes of the students. The results of this study suggest that it is possible and necessary to promote the development of global competence in primary education, developing knowledge that values communication skills, empathy and self-awareness, as well as attitudes such as commitment to equality and social justice and respect for Others, essential to the exercise of global citizenship.

Keywords: Global Education; Global Competence; Globalization; Global Citizenship; Human Rights; Primary Education.